Setor da Saúde de Santópolis do Aguapeí produz vídeo para conscientizar pacientes


Município quer evitar que pacientes faltem às consultas e exames agendados

28/11/2017 15:42 - Atualizado em 31/12/2017 20:04 | Por: Otávio Manhani

Divulgação/Prefeitura de Santópolis do Aguapeí

Pe%c3%a7a teatral da sa%c3%bade sta 2017 %283%29 original
Funcionárias do setor da Saúde durante gravação de vídeo

A Secretaria da Saúde de Santópolis do Aguapeí produziu um vídeo informativo para conscientizar os moradores que agendam consultas e exames e não comparecem para realizar.

O vídeo, que está disponível na internet e também transmitido em televisores instalados em diversos setores da Prefeitura, explica como funciona os agendamentos de consultas.

Para facilitar o entendimento dos moradores e mostrar o cotidiano da Unidade Básica de Saúde, algumas funcionárias que trabalham no setor da Saúde local realizaram uma dramatização.

Na encenação, uma paciente reclama que a data agendada para sua consulta médica está demorando muito. Porém, quando chega o dia de ir à consulta, a paciente não vai. E ainda não avisa no Centro de Saúde que não iria ir.

O vídeo ressalta a importância do paciente avisar os agentes comunitários de saúde quando não puder comparecer à consulta ou ao exame, destacando que outra pessoa poderia ter sido atendida. A encenação frisa que mesmo o paciente não indo à consulta agendada ou não realizar o exame solicitado, que a Prefeitura tem que pagar mesmo assim.

A secretária municipal da Saúde, Joana D’arc Guimarães, diz estar preocupada com tal situação, pois, o não comparecimento do paciente à consulta ou exame, gera a mesma despesa como se a pessoa tivesse sido atendida.

Ao final do vídeo, a secretária-ajunta da Saúde, Maria Aparecida Soares dos Santos, destaca que “quando a pessoa perde ou não vai à consulta ou exame, a cidade toda perde, pois tem várias pessoas na fila de espera aguardando”.

De acordo com informações da Secretaria Municipal da Saúde, anualmente são registrados entre 15% e 20% de falta nas consultas ou exames agendados, ou seja, a cada 100 agendamentos, 20 pessoas não vão às consultas ou exames.