Escolas municipais de três cidades adotam medidas para conter surto de infecção viral


Direção de duas escolas infantis de Clementina suspendeu as aulas para evitar novos contágios

31/03/2018 16:23 - Atualizado em 14/06/2018 20:54 | Por: Otávio Manhani

Otávio Manhani/Jornal Comunicativo

Ceim faz limpeza ap%c3%b3s surto 2018 %2824%29 original
Funcionárias do Ceim Cantinho do Saber, de Clementina

Escolas municipais de pelo menos três cidades onde circula o Comunicativo registraram casos da Síndrome Mão-Pé-Boca no primeiro trimestre deste ano. Trata-se de uma infecção viral contagiosa que é caracterizada por pequenas manchas nas mãos, pés e boca.

No município de Clementina, 12 crianças que frequentam o Ceim (Centro de Educação Infantil Municipal) Cantinho do Saber, no bairro Planalto II, foram infectadas pelo vírus, enquanto que no Ceim Primeiros Passos, no bairro Jardim Teodora, apenas uma criança teve o contágio.

Como medida de prevenção de novos casos, a diretora do Departamento de Educação, Cultura e Recreação de Clementina, Leontina Maria Santos Ribeiro, informou que a Prefeitura decretou suspensas as atividades escolares nos dias 28 e 29 deste mês.

“Realizamos um mutirão para desinfecção e higienização das duas unidades escolares e solicitamos ajuda aos funcionários da Vigilância Sanitária e Epidemiológica para orientar os servidores da Educação e Saúde sobre os procedimentos a serem adotados”, explicou Leontina.

Os pais de todos os alunos destas duas unidades escolares também foram orientados a procurar atendimento médico caso os filhos apresentem pequenas manchas nas mãos, pés e boca.

GABRIEL MONTEIRO

No município de Gabriel Monteiro, a Creche Escola Colo Materno teve sete crianças que apresentaram sinais da Síndrome Mão-Pé-Boca neste primeiro trimestre do ano, tendo como foco a sala dos berçários.

Como medida para prevenir novos casos, a direção escolar solicitou aos pais com condições de ficar com os filhos em casa para que não os enviassem à escola. A instituição permaneceu 20 dias com menos alunos.

Durante esse período, a direção escolar informou que as salas de aula foram dedetizadas e higienizadas para evitar novos casos.

PIACATU

Em Piacatu, a direção da Escola Municipal Comecinho de Vida informou que 28 crianças apresentaram sinais da Síndrome Mão-Pé-Boca nos três primeiros meses deste ano, enquanto que no final do ano passado mais de 50 alunos apresentaram tais sinais.

Para evitar o surgimento desta síndrome, a direção da escola disse ter adotado várias medidas preventivas em toda a instituição.