Santópolis do Aguapeí: Educação é o nosso compromisso


Município tem avançado nos indicadores que avaliam a qualidade do ensino

07/05/2012 19:06 - Atualizado em 20/08/2017 19:36 | Por: Otávio Manhani

Otávio Manhani/Jornal Comunicativo

Alunos da emeb de sta 2012 %282%29 original
Estudantes da rede municipal de ensino durante a aula

O governo municipal de Santópolis do Aguapeí tem se comprometido com a Educação dos alunos e com a formação dos professores. Desde fevereiro deste ano, o curso Pró-letramento de Alfabetização e Linguagem e Matemática tem enriquecido o conhecimento de educadores e funcionários com curso de pedagogia da Emei Profª Nair Simões Garcia, Emeb Prof. Minas Barganian, Projeto Espaço Amigo e creche Berçário Menino Jesus.

Para isso, estes profissionais contam com o auxílio das tutoras Maria Emília Pimentel Soares e Elaine Cristina Navachi Santos, que estão recebendo formação pela Unicamp (Universidade de Campinas) a cada dois meses.

A Emeb Prof. Minas Barganian possui uma equipe gestora que é formada pela diretora Maria das Graças Oliveira da Silva, duas assessoras pedagógicas: Maria Emília Pimentel Soares, do 1º ao 3º ano, e Elaine Cristina Navachi Santos, do 4º e 5º ano. Elas contam com o apoio da secretária municipal da Educação, Sílvia Elaine Alves Pio.

Em 2007, a Emeb atingiu nota 5,9 no Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica), sendo que a meta era de 4,7. Em 2009, o índice foi novamente superado, com nota 5,8 (a meta era 5,0). Atualmente a escola recebe 330 alunos do 1º ao 5º ano.

De acordo com Silvia, durante o ano letivo vários projetos são realizados, sendo que até o momento foi desenvolvido o projeto Meio Ambiente. “A preservação ambiental é tema de vital importância, não só para a saúde e segurança do homem, mas para a continuidade da vida no planeta, e os alunos estudaram sobre vários conteúdos, como água, tratamento do esgoto e reciclagem”, diz.

A secretária da Educação conta que os alunos do 5º ano visitaram o Daep (Departamento de Água e Esgoto de Penápolis) para que a aprendizagem destes conteúdos acontecesse de maneira significativa. “Na Semana da Água, em março, realizamos o concurso de cartazes, premiando do primeiro ao terceiro lugares de cada ano, com um certificado e um brinquedo para cada ganhador”, acrescenta.

Silvia ressalta que a equipe escolar sempre foi comprometida com a educação e bem estar dos alunos. Para isso, os professores contam com o material do programa Ler e Escrever, que é trabalhado há quatro anos na escola e, segundo a secretária da Educação, resultou no gosto pela leitura por parte dos alunos.

“Os professores realizaram rodas de leitura e jornal em sala de aula e na biblioteca escolar e municipal. A escrita e a produção de texto dos nossos educandos também melhoraram muito com a aplicação dos projetos do material e a metodologia dos educadores”, reforça Silvia.

A administração pública também reformou todo o prédio da Emeb. As dez salas de aula foram climatizadas e equipadas com armários, revisteiro e cortinas novas. O acervo da biblioteca está sendo ampliado com títulos e obras de autores renomados, bem como a aquisição de material pedagógico, como jogos, letras móveis, material dourado e frações circulares de material EVA.

A maioria dos alunos da Emeb frequenta o projeto Espaço Amigo e outros projetos sociais, além de receberem capacitação.