Secretário da Agricultura anuncia R$ 500 mil para Gabriel Monteiro


Anúncio foi feito durante entrega de tratores e equipamentos para a Associação dos Produtores Rurais

25/11/2017 14:56 - Atualizado em 22/12/2017 15:42 | Por: Otávio Manhani

Otávio Manhani/Jornal Comunicativo

Visita do sec. est. agricultura em gm 2017 %2845%29 original
Secretário discursa ao lado do prefeito Vanderlei (esq.) e autoridades

O secretário estadual da Agricultura e Abastecimento, Arnaldo Jardim, anunciou um recurso no valor de R$ 500 mil para execução de obras em estradas rurais do município de Gabriel Monteiro. A liberação foi autorizada pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB).

O anúncio foi feito no último dia 22, ocasião em que Jardim esteve na sede da Associação dos Produtores Rurais de Gabriel Monteiro para oficializar a entrega de equipamentos agrícolas, no valor de R$ 305,5 mil.

Entre os equipamentos estão dois tratores, uma recolhedora de café com caçamba graneleira com capacidade mínima de 2.500 litros, uma carreta cafeeira basculante com capacidade de cinco toneladas e um rastelo arruador varredor com soprador.

Os equipamentos entregues integram o Programa Estadual Microbacias II, referentes a cadeia produtiva do café. O secretário de Estado foi recepcionado pelo presidente da Associação dos Produtores Rurais, Ricardo Haruki Nakamura, e alguns associados, além de funcionários municipais e algumas autoridades políticas das região.

A liberação dos R$ 500 mil atende ao pedido feito pelo prefeito de Gabriel Monteiro, Vanderlei Antoninho Mendonça, o Coca (PSDB), que aproveitou a ocasião para solicitar ao secretário estadual recursos para reformar a Casa da Agricultura.

De acordo com Jardim, o governador também autorizou a liberação de verba para a reforma da Casa da Agricultura local, mas sem mencionar valores. O prefeito acredita que a quantia deve ser em torno de R$ 250 mil. Porém, esta liberação só deverá acontecer no início do ano que vem.

O prefeito solicitou, ainda, recursos para melhoria na estrada rural GBM-030, que dá acesso ao aeródromo Santa Helena - mais conhecido na cidade como aeroporto -, onde há uma empresa que realiza manutenção em aeronaves.

Com relação a este pedido, o secretário disse que fará um levantamento, juntamente com sua equipe, para verificar de qual maneira o recurso poderá ser liberado. “É uma situação um pouco mais difícil porque o programa Melhor Caminho é para zonas de produção, o que não é o caso deste trecho”, explicou Jardim.

Sobre a cadeia produtiva do café em Gabriel Monteiro, o secretário disse que a associação fortalece os produtores rurais, podendo, inclusive, vender de forma conjunta. “Não vender só o produto, mas vender um produto que possa ser melhorado”, sugeriu.

Jardim ressaltou que a agricultura não é atrasada, mas, sim, inovadora. Quem imaginava que algum dia iria se colher café de forma mecânica? Muitas vezes esta é a diferença que faz o produtor rural decidir se continua ou não na agricultura, que é o setor que tem segurado a economia brasileira”, concluiu.

A Associação dos Produtores Rurais de Gabriel Monteiro possui 85 associados, sendo que, destes, 32 deles são produtores de café. Entre as culturas produzidas no município, o café ocupa uma área de 215 hectares em produção.

Conforme informou a chefe da Casa da Agricultura local, Maria Venina Barbosa Loli, a estimativa da produção de café colhida na safra deste ano foi de 5.400 sacas de 60 quilos cada - de café beneficiado. “É uma média de 25 sacas por hectare”, diz.

Maria Venina ressaltou que a maioria dos produtores de café do município realiza a colheita mecanizada, cujo procedimento tem proporcionado melhor preço na venda do produto.