Piacatu tem desvio de trânsito concluído no bairro rural Dutra


Obra do governo do Estado foi executada após interdição de ponte na SP-425

29/05/2020 18:55 - Atualizado em 02/08/2020 11:48 | Por: Otávio Manhani

Otávio Manhani/Jornal Comunicativo

Desvio de tr%c3%a2nsito bairro dutra 2020 piacatu %286%29 original
Desvio de trânsito no bairro rural Dutra tem extensão de 1,5 km

Foram concluídas no mês de abril deste ano as obras emergenciais de pavimentação da variante para o desvio de tráfego da rodovia Assis Chateaubriand (SP-425). A obra foi realizada pelo governo do Estado em função da interrupção da ponte sobre o Rio Aguapeí, na altura do km 348.

O desvio foi feito no bairro rural Dutra, em Piacatu, o qual interliga a estrada de acesso Elizeu Bernabé (SPA-425) à estrada vicinal Domingos Antunes Guimarães (PCT-010), que liga o município à SP-425, em Rinópolis. Para isso, foi construída uma rotatória em cada via.

Nesta obra, que foi iniciada em setembro do ano passado, o governo do Estado investiu R$ 5.483.411,39. O trecho, que mede 1,5 quilômetro de extensão, foi pavimentado e instalado tubulações de galerias para captação de águas pluviais, além do plantio de grama em todo o acostamento.

Para que esta obra pudesse ser executada, o prefeito de Piacatu, Euclasio Garrutti (DEM), informou que a Prefeitura teve uma participação importante. "Investimos R$ 170 mil em recursos próprios. Deste valor, R$ 93,1 mil foi utilizado nas desapropriações das áreas utilizadas para a abertura do desvio de trânsito", frisou.

Garrutti também mencionou que coube à Prefeitura fornecer os materiais e mão-de-obra para reconstruir as cercas dos imóveis rurais que foram desapropriados, mudança de postes de iluminação, preparo do solo para plantar grama no acostamento da pista, assim como a instalação de um poste de iluminação no centro da rotatória.

CONSTRUÇÃO DA PONTE

Após ter assinado o contrato com o governo estadual, a empresa vencedora da licitação que será responsável pela construção de uma nova ponte sobre o Rio Aguapeí aguarda a ordem de serviço para dar início às obras.

De acordo com o DER (Departamento de Estradas de Rodagem), a expectativa é que esta autorização aconteça entre o final deste mês e o início de junho. A ponte foi interditada no dia 10 de setembro do ano passado após vistoria técnica apontar instabilidade na estrutura.

Desde então, o trânsito foi desviado pela estrada de acesso Elizeu Bernabé, sentido a Piacatu, e, de lá, sentido à estrada vicinal Domingos Antunes Guimarães, que dá acesso novamente à SP-425. Este desvio mede aproximadamente 32 quilômetros.

O processo licitatório referente a esta obra foi aberto pelo DER em dezembro do ano passado. No entanto, os recursos interpostos pelos licitantes retardaram a homologação da empresa que apresentou a melhor proposta.

A obra estava orçada em R$ 14,5 milhões, mas a empresa vencedora apresentou proposta de R$ 13,3 milhões. Com o contrato já assinado, a partir do momento que a empresa iniciar as obras, a previsão é que a nova ponte fique pronta em oito meses.

De acordo com o projeto, a atual ponte deverá ser demolida. Já a nova ponte que será erguida no mesmo local terá 115 metros de extensão, barreiras de concreto e será construída em nível mais alto que a atual para evitar inundação no local quando o Rio Aguapeí sobe o nível por causa das fortes chuvas.