Lei de incentivo ao plantio anima produtores rurais de Piacatu


Lei ampliada em 2001 na gestão do prefeito Garrutti já beneficiou 90 produtores rurais

22/07/2020 13:42 - Atualizado em 02/08/2020 12:18 | Por: Otávio Manhani

Otávio Manhani/Jornal Comunicativo

Lavoura de caf%c3%a9 2020 piacatu %283%29 original
Reginaldo Gasparini mostra cafeeiros plantados em março de 2019

Com o objetivo de apoiar e fortalecer a agricultura em Piacatu, o governo municipal ampliou em 2001 uma lei que autoriza a Prefeitura a subsidiar em 50% o valor das mudas de diversas culturas.

Desde que foi ampliada, esta lei já beneficiou 90 produtores rurais. Até então, a lei municipal nº 1.566, criada em agosto de 1999, subsidiava apenas mudas de café.

A lei de incentivo ao plantio foi expandida durante o segundo mandato do prefeito Euclasio Garrutti (DEM) para apoiar o plantio de frutas. Desde então, a lei teve oito alterações para atender o cultivo de outras lavouras. Somente para a cultura do café, a Prefeitura subsidiou até hoje mais de 330 mil mudas.

O agricultor Reginaldo Gasparini, 63 anos, é um dos 47 produtores rurais que receberam o subsídio da Prefeitura de Piacatu na aquisição de mudas de café. Ele plantou cinco mil cafeeiros em uma área de quase três hectares, no Sítio Alecrim, localizado no bairro rural Bela Vista.

De acordo com Gasparini, o plantio foi realizado no mês de março do ano passado e é a primeira vez que recebe este incentivo da Prefeitura. "Fiquei sabendo há pouco tempo sobre este programa de subsídio para compra de mudas. Achei muito interessante e fui procurar saber. Fiz a solicitação e fui contemplado. Tudo que vem de incentivo é bom", conta o cafeicultor.

Gasparini diz que trabalha em lavoura de café desde os 13 anos de idade. Portanto, são 50 anos dedicados à plantação, manejo e cultivo do café. "Comecei trabalhando com meu pai no Sítio Floresta, neste mesmo bairro", lembra.

O cafeicultor tem outros quatro mil cafeeiros (também conhecido como pés de café) sendo colhidos em uma área de um alqueire, que fica em frente à área recém-plantada. Porém, este trecho onde ocorre a colheita não faz parte do programa de incentivo oferecido pela Prefeitura.

"Em época de colheita, já tive seis pessoas me auxiliando. Neste ano, acredito que devemos colher aproximadamente umas 500 sacas de café", comemora Gasparini. Cada saca de café seco pesa 40 quilos, segundo o cafeicultor.

De acordo com informações disponíveis no site do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas) referente ao ano de 2018, o município de Piacatu produziu 42 toneladas de café em uma área de 35 hectares, tendo como rendimento médio 1,2 tonelada por hectare.

No entanto, segundo dados fornecidos pelo governo municipal, desde a implantação do programa de incentivo ao plantio até hoje, a estimativa é que a cultura do café tenha ocupado uma área em torno de 96 hectares no município durante esse período de 21 anos.

GALERIA DE FOTOS

  • Lavoura de caf%c3%a9 2020 piacatu %283%29 original
  • Lavoura de caf%c3%a9 2020 piacatu %2810%29 original
  • Lavoura de caf%c3%a9 2020 piacatu %2820%29 original
  • Lavoura de caf%c3%a9 2020 piacatu %2847%29 original