Programa estadual Município Verde Azul não é só plantar árvores, diz Cenerino


Somente em 2012, Piacatu teve 14,3 mil árvores plantadas; cidade é a 6ª do Estado de São Paulo em gestão ambiental

19/03/2013 22:05 - Atualizado em 18/03/2014 15:40 | Por: Otávio Manhani

Otávio Manhani/Jornal Comunicativo

Reflorestamento %285%29 original
Cenerino durante entrevista concedida no sítio Floresta, em Piacatu

Ao contrário do que muita gente imagina, o programa estadual Município Verde Azul não é só plantar árvores, explica o chefe da Seção municipal de Meio Ambiente de Piacatu, Marco Aurélio Alves Cenerino. Ele comemora a sexta posição do município no ranking estadual e o primeiro lugar na região de Araçatuba. Os dados referem-se ao ano de 2012.

A Secretaria estadual do Meio Ambiente chegou a divulgar anteriormente a posição dos municípios. No entanto, Cenerino diz que houve uma revisão dos pontos das cidades participantes devido a Secretaria ter deixado de pontuar algumas ações realizadas pelos municípios.

Com a revisão, Piacatu, que até então ocupava a 30ª posição, passou para 6º lugar no ranking estadual, com 94,44 pontos. A cidade de Botucatu é a primeira, com 97,27 pontos.

O mesmo aconteceu com os municípios vizinhos. Em Gabriel Monteiro, que teve pontuação 91,71 e estava na 62ª posição, agora ocupa o 32º lugar no ranking estadual. A cidade de Bilac agora está em 90º lugar, com 84,78 pontos (antes estava na 108ª posição).

O município de Clementina, no entanto, apesar de ter permanecido com 25,11 pontos, caiu para 347ª posição depois da revisão (antes estava no 339º lugar). A cidade de Santópolis do Aguapeí foi a única entre os municípios onde circula o Comunicativo que não enviou a documentação. A justificativa da Prefeitura é que na ocasião não tinha um funcionário para alimentar o sistema com as informações, mas que atualmente já conta com um responsável neste setor.

O Comunicativo acompanhou Cenerino ao sítio Floresta, no bairro Bela Vista, em uma das áreas reflorestadas. No local, foram plantadas duas mil árvores de 85 espécies nativas faz dois anos. Ele explica que a legislação estadual determina que em áreas de reflorestamento sejam plantadas, no mínimo, 80 mudas de espécies nativas.

Cenerino reforça que somente no ano passado foram plantadas 14,3 mil árvores em duas áreas, sendo 8,3 mil na Estância São José, no bairro Córrego Comprido, e outras seis mil no sítio Herança, no bairro Barreiro.

O chefe da Seção municipal de Meio Ambiente de Piacatu ressalta que o sexto lugar no ranking estadual não é só devido ao plantio de árvores, mas que o programa avalia dez critérios que os municípios devem cumprir, como: esgoto tratado, resíduos sólidos, mata ciliar, arborização urbana, educação ambiental, cidade sustentável, uso da água, qualidade do ar, estrutura ambiental e conselho ambiental. “A soma de todos estes quesitos é que resultam na nota atribuída aos municípios”, explica Cenerino.